SAN – Storage Area Network (Área de Armazenamento em Rede)

Introdução

Uma Storage Area Network (SAN) é uma rede de armazenamento dedicada que oferece acesso a informações consolidadas. As SANs são usadas principalmente para fabricar dispositivos de armazenamentos como array de discos, ficando acessiveis a servidores e estes dispositivos aparecem como se estivessem conectados localmente ao sistema operacional. Uma SAN normalmente tem sua própria rede de dispositivos de armazenamento que geralmente são são acessiveis através da rede regular por meio dos dispositivos tradicionais.

A SAN sozinha não fornece a abstração do sistema de arquivos, apenas operações no nível de bloco. Por isso é necessário que seja construído um sistema de arquivos sobre a SAN, esses são conhecidos com sistema de arquivos SAN  ou sistemas de arquivos compartilhados em disco.

Os computadores que tem acesso a SAN possuem por conseguinte uma interface de rede especifico ligado ao SAN, além da sua interface de rede tradicional. Na figura a seguir pode-se ver a estrutura de uma SAN.

Baneficios

A seguir será apresentado os principais beneficios proporciondos por uma arquitetura de SAN:

  • Alta performance no acesso aos dados: A taxa de transferência nas SAN mais modernas atualmente pode chegar até 10 GB. Além disso, dependendo do arranjo dos discos (RAID), pode haver grande ganho de performance na leitura e/ou escrita.
  • Alta disponibilidade e confiabilidade: Uma SAN possui diversas formas de aumentar a disponibilidade dos dados de modo que, mesmo em caso de falha de alguns discos, o funcionamento não é interrompido. Opções como caminhos redundantes para acesso aos dados e espelhamento de dados em tempo real pode assegurar a disponibilidade dos dados e aplicações.
  • Escalabilidade: capacidade de adicionar mais capacidade de armazenamento e outros recursos à infraestrutura já existente. Isto é feito facilmente dentro da uma SAN, geralmente sem precisar desligar o sistema.
  • Descongestionamento da LAN: Geralmente a rede local é lenta devido ao grande fluxo de informações que trafega por ela. Com uma SAN o fluxo é bastante reduzido, o que beneficia os usuários.
Tipos de Redes

A maioria das redes de armazenamento usam o protocolo SCSI sob uma rede de fibra ótica para a comunicação entre o servidor e os dispositivos de disco. Uma camada de mapeamento para outros protocolos é utilizada para formar uma rede. Uma alternativa mais recente, de 2003, do protocolo SAN é o iSCSI, que usa o mesmo conjunto de comandos SCSI sobre TCP/IP. Nesse caso, os switches, cabos e hubs seriam de protocolo TCP/IP.

A seguir será apresentado alguns do mapeamentos atualmente utiliados:

  • ATA over Ethernet (AoE), mapeamento de ATA para Ethernet.
  • Fibre Channel Protocol (FCP), o mais proeminent, é o mapeamento do SCSI sobre Fibre Channel
  • Fibre Channel over Ethernet (FCoE)
  • ESCON over Fibre Channel (FICON), usado por computadores mainframe
  • HyperSCSI, mapeamento de SCSI sobre ethernet
  • iFCP ou SANoIP mapeamento de FCP sobre IP
  • iSCSI, mapeamento do SCSI sobre TCP/IP
  • iSCSI Extensions for RDMA (iSER), mapeamento do iSCSI sobre infiniBand

Provas de Concursos

TRT 14 – 2011

23) Considere:

I – O tipo de informação que trafega neste tipo de rede é o bloco de dados.

II – Os tipos de redes usadas nesta arquitetura são as redes que permitem trocas de arquivos entre seus nós, como é o caso das locais. Atualmente, as redes baseadas em Gigabit Ethernet e TCP/IP são as mais comuns.

III – Roda um sistema operacional completo e funciona como um servidor de arquivos, ligado diretamente na rede.

As carateristicas apresentadas em I, II e III correspondem, respectivamente, a

(A) NAS, NAS, SAN

(B) SAN, NAS, NAS

(C) SAN, NAS, SAN

(D) NAS, SAN, NAS

(E) NAS, SAN, SAN

Gabarito: B

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*