Configuração de Rede

Anotações sobre configuração de rede no Linux, realizadas durante o curso na Sisnema.

Parâmetros da interface:
a) Suse: /etc/sysconfig/network/ifcfg-ethX
b)RedHat: /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-ethX

onde:
X : numero do adaptador
Default Gateway:
a) Suse: /etc/sysconfig/routes
b)RedHat: /etc/sysconfig/network

Comandos para adicionar um IP na maquina cliente:  ifconfig eth1 192.168.1.10 netmask 255.255.255.0
Comando para adicionar o gateway: route add -net 0.0.0.0 netmask 0.0.0.0 gw 192.168.1.100

No inicio só existia o /etc/hosts

sintaxe:
endereço        –       nome completo         –    apelido
192.168.200 – instrutor.sisnema – instrutor
obs: 1 linha por IP

2) Depois surgiu o DNS. No UNIX, o cliente DNS é configurado em /etc/resolv.conf
Sintaxe:
nameserver IP – DNS1 (obrigatório)
nameserver IP – DNS2 (opcional)
nameserver IP – DNS3 (opcional)

search domino.com.br – força a pesquisa  de nomes a iniciar a partir de domínio indicado (opcional)

Nome da maquina (“Hostname”)

O nome de cada host , fica em um arquivo que pode variar, dependendo da distro:
No Suse é /etc/HOSTNAME
No RedHat é /etc/sysconfig/network

Sintaxe:
instrutor.sisnema
instrutor – É o hostname da maquina
sisnema – É o domino que esta a maquina

Obs: O hostname (Assim como o seu IP e tabela de rotas), também pode ser configurado em linha de comando : hostname “novo nome”
ifconfig eth1 192.168.1.10 netmask 255.255.255.0  :: adiciona um IP ao micro
route add -net 0.0.0.0 netmask 0.0.0.0 gw 192.168.1.100   :: adiciona um roteador
hostname aluno1-10    :: da um nome para o micro

vi /etc/resolv.conf        :: adiciona um servidor DNS

Programas para trabalhar com o DNS:
comando:
– nslookup     –   server “ip_servidor”        –        set g=ns
– host
– dig

FQDN – Nome completo do host

Comando para port scan:   nmap -sS -O -v 192.168.1.5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *